Ultimas atualizações
  • Teste 1: Teste

  • CUSTOMIZAÇÃO DE MOTOS HD

  • PRODUTOS PARA HARLEY-DAVIDSON

  • TOMBO NA LAMA NO PR

  • RJ: SALÃO MOTO BRASIL

  • DIAVEL BLACK

  • ESPANHOL DE MOTOVELOCIDADE

  • BRASILEIRO DE MOTOCROSS

  • RECALL NA HONDA CRF 450 R

  • Post por // julho 27, 2015

    Francês, da BMW Motorrad Petronas Racing, dá o pulo do gato na volta final e garante terceira vitória no ano. Luciano Ribodino também conquista lugar no pódio, com o terceiro lugar. A próxima etapa será no dia 30 de agosto em Curitiba.
    Mais uma vitória para Matthieu Lussiana no Moto 1000 GP. Essa é a terceira conquista do piloto francês, representante da equipe BMW Motorrad Petronas Racing na GP 1000, a principal categoria do evento. E novamente, foi uma corrida emocionante e muito disputada. O calor em Campo Grande (MS) e o desgaste dos pneus interferiram no resultado da etapa, mas isso deixou o clima e as brigas por posições ainda mais acirradas e eletrizantes. Lussiana, que largou na pole, ditou um forte ritmo, desde o começo, mas a cinco voltas do fim começou a sentir o desgaste dos pneus. Passou a ser pressionado pelo argentino Diego Pierluigi, mas soube usar sua experiência para vencer novamente. Luciano Ribodino também teve um bom resultado neste domingo (26) e garantiu o pódio com o terceiro lugar. A próxima etapa será no dia 30 de agosto em Curitiba
    O francês Matthieu Lussiana faturou sua terceira vitória na temporada 2015 do Moto 1000 GP. Mas engana-se quem pensa que o dono da BMW S 1000 RR #1 teve vida fácil no autódromo internacional Orlando Moura. O atual campeão largou da pole position, ditou ritmo forte e chegou a abrir uma distância para os demais. Mas a cinco voltas do fim da prova, começou a sentir o desgaste dos pneus, devido ao forte calor no asfalto da pista sul-mato-grossense. Com isso, passou a cometer alguns erros, e via o segundo colocado, o argentino Diego Pierluigi cada vez mais próximo. Os dois passaram a fazer um belo duelo pela vitória. Pierluigi assumiu a primeira posição a quatro voltas do fim e também cometeu erros. Mas, na última volta Lussiana ‘deu o bote’, surpreendeu o concorrente ao achar um espaço onde não tinha e em uma curva, em um trecho mais lento da pista, fez uma bela manobra por dentro e reassumiu a liderança, para cruzar em primeiro e vencer.
    “Foi difícil para mim. A moto mudou muito durante a corrida, principalmente na parte dianteira, e estava complicado de guiar. O Pierluigi vinha forte e ficamos disputando o primeiro lugar. Mas aí me lembrei da corrida de Goiânia, quando ele me passou na última volta, e pensei: Aqui não, essa corrida é minha. E então eu ousei e fiz uma manobra na volta final em um lugar onde quase não dava para passar e garanti a vitória. Estou muito feliz por esse resultado”, comemorou o piloto que manteve a liderança do campeonato, com 101 pontos. Vale lembrar que ele anotou a volta mais rápida da prova com 1min26s056, marca que se tornou o novo recorde da pista na GP 1000.
    Luciano Ribodino, que largou em terceiro lugar, também ditou bom ritmo para conquistar um bom resultado. O argentino, que correu em Campo Grande substituindo Sebastian Porto, chegou a perder a posição, mas soube usar sua experiência de bicampeão da categoria, para garantir um lugar no pódio, com o terceiro lugar.
    “Foi uma corrida dura. Tentei manter o ritmo dos ponteiros, mas eles estavam muito rápidos. Mesmo assim, mantive um bom ritmo. Cheguei a perder posições, pois senti muito cansaço por causa do calor e porque a pilotagem com a BMW exige mais e cansa mais também. Mas no final, forcei para buscar o pódio. Estou muito contente”, disse Ribodino.
    GP Light
    Na GP Light, Luciano Donato não teve um domingo muito favorável. O paulista largou do nono lugar, fez boa largada para defender a posição, mas ainda nas voltas iniciais da prova, escapou, foi para a grama e quando tentou voltar, se desequilibrou e caiu. O dono da BMW S 1000 RR #19 não completou a quarta etapa do ano. A vitória ficou com o gaúcho Marcelo Dahmer.
    Resultados da GP 1000 em Campo Grande (top-10):
    1. Matthieu Lussiana (FRA/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW, 16 voltas em 23min19s806

    2. Diego Pierluigi (ARG/JC Racing Team), Kawasaki, a 0s037
    3. Luciano Ribodino (ARG/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW, a 2s686
    4. Miguel Praia (POR/Center Moto Racing Team), Honda, 5s254
    5. Wesley Gutierrez (PR/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, a 14s097
    6. Sebastiano Zerbo (ITA/Kawasaki), Target Race Superbike Team, a 42s109
    7. Philippe Thiriet (MG/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, a 52s429
    8.Diego Pretel (SP/DRT), Ducati, GP 1000 Evo, a 55s731
    9. Nick Iatauro (SP/Suzuki), classe Evo, Team Suzuki-PRT, a 58s963
    10. Victor Moura (PR), a uma volta
    Resultados da GP Light em Campo Grande (top-10):
    1. Marcelo Dahmer (RS/K Racing), Honda, 14 voltas, em 21min25s427
    2. Rafael Nunes (PR/Team Suzuki PRT), Suzuki, a 2s960
    3. Henrique Castro (DF/City Service BSB Motor Racing), Kawasaki, a 7s239
    4. Sandro Campos (MS/Fura 300 Racing), Kawasaki, a 8s005
    5. Pedro Lins (RJ/Center Moto Racing Team), Honda, a 8s017
    6. Jean Vieira (SC/MS Racing Team), Kawasaki, a 12s677
    7. Ricardo Levy (SP/DRT), Ducati, 27s574
    8. Márcio Pereira (SC/MS Racing Team), BMW, a 28s776
    9. Erlon Franco (MS/Target Race Superbike Team), Kawasaki, a 44s732
    10. Marcos Ramalho (PR/2MT-PRT), Kawasaki, 51s227
    Não completou
    Luciano Donato (SP/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW
    Classificação da GP 1000 após quatro etapas (Top-10):
    1º) Matthieu Lussiana, 101

    2º) Diego Pierluigi, 73
    3º) Miguel Praia, 60
    4º) Wesley Gutierrez, 51
    5º) Sebastiano Zerbo, 37
    6º) Danilo Lewis, 32
    7º) Sebastian Porto, 29
    8º) Nick Iatauro, 23
    9º) Diego Pretel e Philippe Thiriet, 22
    13º) Luciano Ribodino, 16
    Classificação da GP Light – após quatro etapas (Top-12):

    1º) Rafael Nunes, 88
    2º) Marcelo Dahmer, 73
    3º) Henrique Castro, 57
    4º) Jean Vieira, 46
    5º) Ricardo Levy, 36
    6º) Marcos Ramalho, 31
    7º) Ricardo Negretto, 29
    8º) Diogo Ramos, 27
    9º) Edson Luiz e Pedro Lins, 23
    11º) Erlon Franco, 22
    12º) Luciano Donato, 16
    Informações: FGCom

    © Todos os direitos reservados - 2018