Ultimas atualizações
  • Teste 1: Teste

  • CUSTOMIZAÇÃO DE MOTOS HD

  • PRODUTOS PARA HARLEY-DAVIDSON

  • TOMBO NA LAMA NO PR

  • RJ: SALÃO MOTO BRASIL

  • DIAVEL BLACK

  • ESPANHOL DE MOTOVELOCIDADE

  • BRASILEIRO DE MOTOCROSS

  • RECALL NA HONDA CRF 450 R

  • Post por // setembro 26, 2014

    A iniciativa, que contou com investimentos na ordem de R$ 2,5 milhões, permitirá que a empresa deixe de emitir mais de 1500 toneladas de CO2 por ano.

    Foto: Divulgação

    Foto: Divulgação

    Motivada pelo desafio contínuo de manter o equilíbrio com o meio ambiente em todo o ciclo de vida de seus produtos, a Honda implementou, neste mês de setembro, o uso de gás natural no processo produtivo de motocicletas da fábrica de Manaus (AM). A iniciativa, que contou com investimentos na ordem de R$ 2,5 milhões, permitirá que a empresa deixe de emitir mais de 1500 toneladas de CO2 por ano.
    Para viabilizar o recurso, a Honda instalou uma estação de medição e redução de pressão com capacidade para fornecer, por hora, 4.000m³ de gás natural proveniente do gasoduto local de Urucú. Trata-se de um combustível limpo, que emite quase a metade de CO2 gerado pelo carvão e petróleo. A medida foi adotada, em substituição ao GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), nas etapas de geração de vapor, derretimento do alumínio e secagem da pintura das motocicletas produzidas na capital manauara.
    Compromisso ambiental
    O investimento constante em ações que reduzam os impactos ambientais das suas atividades e produtos é premissa da Honda. Nesse sentido, a empresa tem como meta global a redução de 30% das emissões de CO2 geradas em suas atividades até 2020. No Brasil, em 2009, a Moto Honda foi pioneira ao lançar a primeira motocicleta flex do mundo. Hoje, já são seis os modelos flex produzidos no País: CG 150 Titan Mix, NXR 150 Bros, CG 150 Fan, Biz 125, CB 300R e XRE 300, que representam juntos mais de 60% das vendas da marca.
    Somando-se às operações de motocicletas, produtos de força e automóveis, o que inclui a construção do primeiro parque eólico da empresa no mundo, a Honda investiu, de 2011 a julho de 2014, aproximadamente R$ 120 milhões em Gestão Ambiental no Brasil.

    © Todos os direitos reservados - 2018