Ultimas atualizações
  • Teste 1: Teste

  • CUSTOMIZAÇÃO DE MOTOS HD

  • PRODUTOS PARA HARLEY-DAVIDSON

  • TOMBO NA LAMA NO PR

  • RJ: SALÃO MOTO BRASIL

  • DIAVEL BLACK

  • ESPANHOL DE MOTOVELOCIDADE

  • BRASILEIRO DE MOTOCROSS

  • RECALL NA HONDA CRF 450 R

  • Post por // dezembro 14, 2012

    A grande procura de pilotos e equipes por participação no GP Petrobras levou a organização do Moto 1000 GP a encerrar as inscrições mais de 10 dias antes do início dos treinos.

    Foto: Vanderley Soares


    A rodada dupla e decisiva do GP Petrobras, que marca o encerramento da temporada de 2012, acontece no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). As provas deste domingo (16), que serão transmitidas pelo canal Bandsports a partir das 13h30, vão apontar os campeões de todas as categorias do evento – GP 1000, GP Light e GP 600, além da classe GP Máster.
    A meteorologia indica que os treinos livres e classificatórios de sexta e sábado (15) vão acontecer com pista molhada. O instituto Climatempo estipula em 80% a probabilidade de pancadas de chuva “a qualquer momento” nos dois dias. Para domingo (16), dia das seis corridas do GP Petrobras, a previsão da meteorologia é de “sol e aumento das nuvens pela manhã, com pancadas de chuva à tarde e à noite”, também sob probabilidade de 80%.
    As corridas do domingo vão apontar todos os campeões de 2012. Na GP 1000, o líder é o argentino Luciano Ribodino, da Alex Barros Racing, com 106 pontos. Os paulistas da Pitico Race, Pierre Chofard e Alan Douglas, vêm logo a seguir, com 91 e 87 pontos. Murilo Colatreli, quarto colocado com 64, mantém chances matemáticas de título. Ribodino pilota uma BMW S1000RR. Todos os demais candidatos ao título competem com Kawasaki ZX10R.
    Pela GP Light, a disputa pelo título envolve dois pilotos. Lucas Barros, de 16 anos, venceu duas etapas com a BMW da Alex Barros Racing e soma 130 pontos, contra 92 de Nick Iatauro, vencedor de uma etapa com a Kawasaki da Pitico Race. O vice-campeonato é a meta do paulista André Paiato, do pernambucano Paulinho Kamba, do paranaense Gustavo Herrera e do baiano Daniel Mendonça, que ocupam da quarta à sétima posição.
    A GP 600 tem dois estreantes da motovelocidade disputando o título. O gaúcho Rafael Bertagnolli, piloto da Honda da Bertagnolli Racing, lidera com 112 pontos, contra 94 do vice paulista André Veríssimo, que pilota a Kawasaki da Motrix-Scigliano Racing. Cada um soma duas vitórias na temporada. A GP Máster, classe da GP 1000 instituída a partir da segunda etapa, tem liderança do carioca Alberto Braga, com a Suzuki da Center Moto Racing Team.
    A grande procura de pilotos e equipes por participação no GP Petrobras levou a organização do Moto 1000 GP a encerrar as inscrições mais de 10 dias antes do início dos treinos. A categoria GP Light tem 39 motos confirmadas no grid. Pela GP 600, serão 28. O grid conjunto da GP 1000 e da GP Máster será composto por 29 pilotos. O evento final de 2012 consistirá em rodada dupla, com corridas válidas pelas sétima e oitava etapas.

    © Todos os direitos reservados - 2018