Ultimas atualizações
  • Teste 1: Teste

  • CUSTOMIZAÇÃO DE MOTOS HD

  • PRODUTOS PARA HARLEY-DAVIDSON

  • TOMBO NA LAMA NO PR

  • RJ: SALÃO MOTO BRASIL

  • DIAVEL BLACK

  • ESPANHOL DE MOTOVELOCIDADE

  • BRASILEIRO DE MOTOCROSS

  • RECALL NA HONDA CRF 450 R

  • Post por // novembro 26, 2012

    Na sequência do teste do rastreador inteligente, a equipe MMB viajou para cidades como Biritiba Mirim e Salesópolis, distantes 70 e 90 Km da Capital para avaliar o modelo Super, da LocatorOne.

    Moto dentro de casa teve problemas de contato entre o chip instalado no rastreador e o celular do editor.


    Viajamos para o interior do Estado afim de testar a viabilidade de possuir um rastreador que oferece a comodidade de pagar apenas instalação e produto, sem mensalidade e sem ter de ligar para uma central de atendimento para bloquear o veículo, caso haja algum imprevisto.
    Em duas cidades, Biritiba-Mirim e Salesópolis, o Super funcionou com alguma dificuldade. O satélite demorou para identificar as coordenadas e indicar onde a motocicleta estava no momento em que foi procurado. Há porém, uma explicação,. Na tarde de 18 de novembro, apesar do bom tempo em quase todo o estado, a região entre Mogi das Cruzes e Salesópolis, a chamada região do Alto Tietê, estava com tempo encoberto com nuves pesadas e onde inclusive chegou a chover.
    Segundo Roberto Pasin (Roberto Kawasaki , devido sua paixão por modelos da marca), este tipo de situação é comum. “Haverá alguma dificuldade em casos de tempo ruim, quando também são prejudicados os sinais entre ele e o rastreador”, afirmou. Alguns segundos a mais, no entanto, foram suficientes para a localização ainda que com maior erro de espaço. As coordenadas passadas pelo Super foram indicativas de um endereço cerca de 300 metros de onde a moto realmente estava parada..  
    Em Mogi das Cruzes, cidade do editor do MMB (MotoManiaBrasil), a moto foi estacionada dentro da casa que está em reforma e por isso foi colocada em uma área trancada (o quarto) em vez da garagem, que está aberta em razão do entra e sai dos operários. Neste caso, o contato com o celular do rastreador ficou prejudicado. A única reposta do celular era a de que não era possível completar a ligação, pedindo para verificar o número e ligar novamente.
    Neste caso, o problema identificado foi em relação a operadora de telefonia celular, cujo sinal, dentro do imóvel, ficou baixo e impediu as ligações para o celular da moto e vice-versa. Ao movimentar a motocicleta, dentro da casa, o sistema imediatamente disparou anunciando a tentativa – simulada por nós – de furto. A falta de comunicação entre o chip instalado no rastreador e o celular do editor não ocorreu. “Este tipo de situação pode ser resolvido se o proprietário observar sempre as áreas de sombra das operadoras”, disse Renato Pena, da LocatorOne.
    O teste continua, na próxima reportagem a moto será levada para a Baixada Santista. Haverá simulação de roubo na estrada, especialmente na região da Serra do Mar e também junto à praia, para verificar a funcionalidade do sistema em situações muito próximas às reais. Em casos de extrema violência, comuns nas ruas, avenidas e estradas do Brasil, o melhor é entregar o veículo e contar com o sistema que permite travar a moto a longa distância e sua localização.
    Veja o vídeo de recuperação de uma moto roubada em:
    http://www.youtube.com/watch?v=GxcZzcvLLVU
    Outras informações: www.locatorone.com.br

    © Todos os direitos reservados - 2018