Ultimas atualizações
  • Teste 1: Teste

  • CUSTOMIZAÇÃO DE MOTOS HD

  • PRODUTOS PARA HARLEY-DAVIDSON

  • TOMBO NA LAMA NO PR

  • RJ: SALÃO MOTO BRASIL

  • DIAVEL BLACK

  • ESPANHOL DE MOTOVELOCIDADE

  • BRASILEIRO DE MOTOCROSS

  • RECALL NA HONDA CRF 450 R

  • Post por // outubro 19, 2012

    Kawasaki apresenta aos usuários brasileiros o modelo 2013 da streetfighter ER-6n.

    A streetfighter de médio porte para ser usada no cotidiano


     
     
     
     
    A fabricante está empenhada para mostrar a streetfighter de médio porte como veículo de uso cotidiano. Tanto é assim que a Kawasaki Heavy Industries Ltd (KHI) concentrou esforços para chegar a uma moto capaz de atender a inúmeros motociclistas, dos que fazem uso deste veículo diariamente, no tradicional casa-trabalho-casa, aos que preferem desfrutar da esportividade e da natureza competitiva que o modelo traz das pistas para aproveitamento em viagens de curto e médio percurso.
    Para isso, a fabricante informa que houve melhora significativa nos baixos e médios regimes de rotação, o que tornou mais suave e linear a curva torque x potência, com acentuado rendimento para o uso em centros urbanos, sem perder as características esportivas de sucesso do modelo. O alto giro do motor permanece o mesmo da versão 2011.

    Modelo mantém as linhas agressivas já bem aceitas pelos pilotos


    O conjunto ciclístico também foi mantido, o que significa que os pilotos mais experientes como quem está começando terão facilidade para dominar  a máquina,  resultando em agilidade na pilotagem. A leveza do novo chassi, mais estreito e com assento mais confortável, também auxilia o controle e a maneabilidade. O estreitamento do chassi beneficia quem tem menor estatura, principalmente nos momentos de parada da motocicleta.
    O design simples e funcional mantém as características visuais que refletem a agressividade do modelo. Cada linha de suas formas privilegia a ergonomia e o conforto do piloto, fazendo com que ele desfrute de momentos agradáveis enquanto pilota.
    Propulsor de entrega mais linear
    Cumprindo as rígidas normas ambientais EURO III e PROMOT 3, a ER-6n possui motor bicilíndrico em linha, DOHC de 8 válvulas. De seus 649 cm³ são extraídos 6,5 kgf.m (64 Nm) de torque a 7000 RPM, alcançando 72,1 cv (53 kW) de potência a 8500 RPM, alimentados pela moderna injeção eletrônica que utiliza dupla de corpos Keihin com 38 mm cada. O motor compacto, montado com inclinação que projeta seu peso para a parte dianteira e mais baixa da moto, privilegia a centralização de massas e consequentemente a estabilidade.
    Segundo a fabricante, com o remapeamento, o propulsor esbanja performance tanto em baixas como em médias rotações, fornecendo mais torque abaixo dos 7000 RPM e melhorando esta faixa de rotação para aqueles que fazem uso diário da motocicleta. O resultado, segundo ainda a empresa, é uma curva de potência constante, sem falhas no funcionamento, com a garantia de que as altas rotações de entrega nesses regimes continuam como no modelo 2011.
    Para auxiliar na refrigeração das bielas, giclês de óleo direcionam jatos do lubrificante para a parte inferior do pistão e visando aumentar a longevidade do motor, o cabeçote passa a utilizar espaçadores e juntas, diferente do modelo antecessor que utilizava flanges e juntas. Novos dutos de admissão integrados ao chassi captam ar fresco bem próximo a suspensão dianteira da moto, passando por um filtro de ar com elemento de papel umedecido em óleo.
    A ER-6n adota tecnologia que descende da superesportiva Ninja ZX-10R, com o câmbio do tipo cassete, que facilita a manutenção com menor volume e peso. Tubos de escapamento com dobras funcionais e chamativas que conduzem os gases da exaustão para o silenciador, posicionado abaixo do motor e ocultado por um spoiler. O novo design angular da ponteira confere a peça um visual mais leve e agressivo. A sonda lambda próxima da união do 2 x 1 e uma pequena conexão vista entre os tubos elimina as oscilações na curva de torque.
    Evolução a nível mundial
    Aprovada em diversas competições pelo mundo (Copa ER, Corrida de Pista Plana AMA “GNC classe de Motores Bicilíndricos”, Prova de Resistência 2 horas de Daytona), o visual da ER-6n está ainda mais funcional. O desenho escolhido pela empresa integra as formas em estilo único ressaltado pela conexão entre as linhas da suspensão traseira e do chassi, que utiliza dupla de tubos em aço, tornando-o mais leve e compacto, oferecendo agilidade e precisão na condução.
    Na parte central do chassi, onde são fixados os suportes dos estribos, o estreitamento de 50 mm pra cada lado da peça permite que o piloto alcance os pés no chão mais facilmente, apesar de manter a altura em relação ao solo nos 785 mm. As pernas não necessitam afastamento demasiado para tocar o solo, permitindo que pilotos de menor estatura sintam firmeza e segurança enquanto estiverem parados no semáforo ou cruzamento, por exemplo.
    Com isso, é possível manter a postura ereta por longos períodos sem ficar cansado ou exigir esforços, a melhora no encaixe dos joelhos e dos pés nos pontos em que a moto está mais estreita, além do tanque de combustível ergonômico, colocam o piloto em uma posição confortável, aumentando a confiança inclusive na hora de alcançar o chão.
    O chassi de estilo backbone permitiu a elaboração de uma nova traseira, 10 mm mais curta e muito mais resistente, com capacidade para suportar 20 kg de carga extra, passando dos 180 kg do modelo anterior para 200 kg no total. O trilho do assento passa a utilizar partes entrelaças com perfil “C”.
    Com a adoção de novos e modernos materiais, como as lâmpadas em LED que iluminam a parte traseira da moto com seus 12 pontos luminosos, além de ocupar menos espaço, são mais leves e consomem menos energia, permitindo o uso de uma bateria menor, alocada em um pequeno espaço próximo da suspensão traseira. Com assento em dois níveis utilizando nova carcaça plástica que permite a utilização de um revestimento mais espesso, o resultado é uma área de contato maior e mais plana para o piloto. O modelo traz ainda uma nova alça do garupa com pontos para fixação de bagagem e pequenos objetos, posicionada de maneira a transmitir confiança a quem usa o assento, com aumento na segurança para o piloto.
    Parte da identidade visual da ER-6n é a montagem de sua suspensão traseira fora do centro da motocicleta, paralelamente ao solo. E, tanto na traseira como na dianteira, as peças receberam nova calibragem, com molas de coeficientes de amortecimento menor e modificações para oferecer esportividade e conforto em equilíbrio. O curso das bengalas foi aumentado em 2 mm na traseira e 5 mm na dianteira. O visual que cria uma linha fluida entre o canote de direção até a balança traseira, não é apenas estético, tem também caráter funcional.
    Para todos e para todas as ocasiões
    Graças a todas essas mudanças, a nova ER-6n promete agradar dos pilotos mais experientes e acostumados ao estilo streetfighter, àqueles que ainda estão chegando ao mundo das motocicletas de médio porte, com excelente desenvoltura no trânsito urbano, esbanjando vigor e torque para arrancadas e tomadas de curva.
    Mais agressiva e compacta visualmente, as carenagens possuem novo desenho sem abandonar as características que fazem dela, um grande sucesso. A grande concentração de volumes na parte dianteira e numa linha mais baixa está voltada para a centralização de massas.
    O tanque abriga internamente a bomba de combustível e, como solução inspirada na Ninja Z1000, o cilindro da chave de ignição foi posicionado logo a frente da peça, como parte do minimalismo nos detalhes de sua construção.
    Marcante e característico do modelo, o conjunto ótico de lâmpadas empilhadas passou por uma dieta. Agora, a capa do farol está menor e mais aerodinâmica, levemente inclinada para trás, compacta de todos os lados, mantendo o alto poder de iluminação do dispositivo. Integrados ao conjunto, os protetores de bengala da suspensão dianteira posicionados para evitar o contato de detritos com os tubos internos.
    Incorporadas a carenagem do farol, as luzes indicadores de seta dianteira foram desvinculadas das aletas laterais, que ficaram mais estreitas. Elas possuem ainda a função de pisca alerta.
    Com 20 mm a mais de largura, o guidão possui comandos intuitivos e ergonômicos capazes de satisfazer até mesmo os pilotos mais altos. Como item de comodidade, os manetes de freio e embreagem possuem regulagem de posição (distância da alavanca até a manopla).
    Fixado na parte central do guidão, o painel de instrumentos trás em destaque na parte superior um belíssimo conta-giros com mostrador analógico de 13 mil RPM, iluminado por LED. Nele também é possível ver a luz indicadora de injeção. Conectado abaixo, as funcionalidades do display digital com luz de fundo azul, contendo: velocímetro, hodômetro total e parcial, relógio, computador de bordo e função que mostra consumo instantâneo e médio, indicador de pilotagem econômica, trip-fuel (estimativa de distância a percorrer com combustível na reserva) e marcador de combustível. O novo layout facilita a visualização, além de trazer novas funções. Protegendo a peça, uma pequena bolha fume instalada sobre a capa farol.
    Segurança a sua escolha
    Pensando na segurança dos usuários, o modelo possui versão equipada com dispositivo de freio antitravamento de última geração, o popular ABS. Mais compacto, leve e com maior precisão e controle no funcionamento ele diminui a possibilidade de travamento dos discos e o risco de um tombo ocasionado por tal. Na versão convencional, sem o ABS, utilizando também os discos com formato margarida, a motocicleta recebeu pastilhas de freio com novos compostos, melhorando consideravelmente a força de frenagem.
    Calçadas com pneus 120/70ZR 17M/C (58W) na dianteira e 160/60ZR 17M/C (69W) na traseira, as rodas de 6 raios ficaram mais leves e esportivas.
    Disponível nas cores Pearl Shining Yellow, Metallic Spark Black, Candy Lime Green, , o modelo 2013 da ER-6n tem preço público sugerido inicial de R$ 25.990.00 (Sem ABS)  e R$ 28.880.00 na versão dotada de freios ABS (base estado de São Paulo, sem frete nem seguro).
    Com informações da Assessoria de Imprensa da kawasakibrasil.com

    © Todos os direitos reservados - 2018