Ultimas atualizações
  • Teste 1: Teste

  • CUSTOMIZAÇÃO DE MOTOS HD

  • PRODUTOS PARA HARLEY-DAVIDSON

  • TOMBO NA LAMA NO PR

  • RJ: SALÃO MOTO BRASIL

  • DIAVEL BLACK

  • ESPANHOL DE MOTOVELOCIDADE

  • BRASILEIRO DE MOTOCROSS

  • RECALL NA HONDA CRF 450 R

  • Post por // novembro 30, 2011

    A Secretaria Municipal de Transportes publicou seis portarias que estabelecem procedimentos para permitir o trabalho legalizado de motoboys na capital paulista
    De acordo com as novas regras, os motociclistas que trabalham com o transporte deverão se adequar utilizando um colete próprio com sinalização e moto da cor branca, além de ter acima de 21 anos e ter frequentado cursos de capacitação regulamentados pelo Conselho Nacional de Trânsito, Contran.
    As medidas visam adequar a legislação municipal à Lei Federal n. 12.009/2009 e à Resolução Contran nº 356/2010, que entraram em vigor no dia 4 de agosto de 2011.
    Cada veículo deverá obedecer ao manual de identidade que dita normas, como o uso obrigatório de placas de identificação de registro de motoboy, antena protetora contra fios cortantes, faixas reflexivas e equipamentos de proteção para as pernas. Outra novidade é a necessidade de os motociclistas profissionais registrarem a moto como veículos de aluguel, fazendo com que as motos tenham placas vermelhas, assim como os táxis.
    As primeiras mudanças como o uso de coletes e faixas reflexivas serão obrigatórias a partir de agosto de 2012, já a obrigatoriedade da mudança na cor das motos está prevista para 2013.
    Veja as portarias na íntegra em:
    http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/transportes/noticias/?p=35619
    Com informações Motociclismo Online e Secretaria Municipal de Transportes

    © Todos os direitos reservados - 2018