Ultimas atualizações
  • Teste 1: Teste

  • CUSTOMIZAÇÃO DE MOTOS HD

  • PRODUTOS PARA HARLEY-DAVIDSON

  • TOMBO NA LAMA NO PR

  • RJ: SALÃO MOTO BRASIL

  • DIAVEL BLACK

  • ESPANHOL DE MOTOVELOCIDADE

  • BRASILEIRO DE MOTOCROSS

  • RECALL NA HONDA CRF 450 R

  • Post por // agosto 1, 2011

    Empresário de sucesso no mercado da Boemia, ele possui seis motos de dar inveja aos amantes das duas rodas. Leia a matéria e descubra quais são suas máquinas.

    Foto: Waldemir Filetti


    A personalidade do mês de agosto do Moto Mania Brasil é um argentino, natural de Córdoba, radicado no Brasil desde 1976. Ele é Facundo Guerra, um empresário de sucesso no mercado da boemia, e um apaixonado por motos.
    Formado em engenharia de alimentos, pelo Instituto Mauá de Tecnologia, com pós-graduação em jornalismo cultural e mestrado em ciências sociais, Facundo cursa doutorado em ciência política na PUC. Com um feeling empreendedor, ele já foi um executivo, já tentou de associar à uma marca de roupas, mas foi a boemia, ramo o qual não tinha experiência, que conseguiu se destacar profissionalmente.
    Atualmente, Facundo é sócio de quatro casas que estão entre as mais badaladas de São Paulo:  Vegas, Z Carniceria, Volt e Lions, que juntas, reúnem aproximadamente 25 mil pessoas, entre muitas celebridades. Todas estão localizadas próximas da região da Avenida Paulista, coração financeiro da cidade, perto da Rua Augusta, considerada polo de entretenimento noturno da capital paulista. Para o segundo semestre, ele pretende abrir mais duas baladas nesta mesma região.
    Aos seus 37 anos, o empresário é um paradoxo em meio ao seu trabalho. Apesar de administrar casas noturnas, não é fã de bebidas alcóolicas e no máximo fuma, de vez em quando, cigarros convencionais.
    Morador do bairro do Pacaembu, Facundo só pode ser visto circulando pela cidade em uma de suas seis motos, e todas representam um sonho de consumo dos amantes das duas rodas.

    Modelo semelhante ao que Facundo tem em sua garagem: uma Norton Dominator 1962.


    Em sua garagem estão nada mais nada menos do que uma Norton Dominator 1952, uma Norton Commando 1971, uma Honda CG 125 1979, uma Lambretta LD 1958, uma Triumph Bonneville 2005 e uma Ducati SuperSport 1973.  Entre todos os modelos, ele confessa qual é o queridinho para viajar. “Eu ando com todos os modelos, mas a minha preferida para viajar é a Triumph, sem dúvida”, revela o empresário.
    Quando perguntado se há algum modelo de motos que gostaria de ter e que ainda não possui, Guerra é certeiro. “Na verdade, não. Eu tenho todas as que eu gostaria de ter”, afirma. E não é para menos, não é mesmo?
    Apaixonado também por coleções, que vão desde selos até relógios antigos, as motos que possui também não deixam de ser uma coleção exótica. “As motos que possuo fazem parte da minha coleção e também alimentam a minha paixão pelas duas rodas. Inclusive, eu não ando de carro, somente de moto”, finaliza.
    Confira alguns segredos do Facundo Guerra no Bate e Volta que preparamos:
    Rota ideal: São Paulo – Suriname
    Máquina dos sonhos: Vincent Black Shadow
    Moto ou momento inesquecível sobre duas rodas: eu estava andando com uma Falcom NX4 e fui atropelado por um jipe.
    Ídolo: Ernest Hemingway
    Uma curva: de rio
    Facundo Guerra quando pilota uma moto: chega mais rápido a qualquer lugar sem pegar trânsito
    Sua mensagem aos fãs e aos motonautas: Nunca entrem em um carro!
    Amanda Gelumbauskas
    Colaboração para o MMB

    © Todos os direitos reservados - 2018